História da Esperança

A Esperança é uma cadelinha resgatada do incêndio de S. Tirso.

Viveu desde muito pequena numa cela apertada, em condições deploráveis, quase sem água e isolada do mundo exterior.

Após o fatídico incêndio, foi adotada pela D. Estela que a acolheu com todo o amor, paciência e carinho. No entanto, os dias e as semanas iam passando e a Esperança não saía do seu canto no quarto, não comunicava com os outros dois cães da casa e pouco interagia com a sua tutora.

A D. Estela tendo tido conhecimento do sucesso do Reiki num cão, o Simão, também ele vítima de maus-tratos e do incêndio de S. Tirso, contatou a Rede de Reiki em Animais.

Logo após a primeira sessão de Reiki a Esperança ficou muito mais calma e relaxada. Em cada nova sessão de Reiki, a Esperança tornava-se mais recetiva, começou a esboçar um “sorriso”, a comer com a sua cuidadora por perto e a interagir mais com ela.

Finalmente, ao fim de alguns meses, chegou o momento de conhecer a realidade exterior. No início quase que teve que ser arrastada do seu canto. Os medos eram muitos e a qualquer barulho se encolhia. Porém, a curiosidade foi mais forte e começou a cheirar uma erva aqui, uma flor ali e aos poucos todo o caminho.

Hoje é a Esperança que se aproxima da porta e fica muito contente por sair. Os medos do desconhecido continuam, mas a confiança é cada vez mais forte!

O amor da D. Estela e o apoio da Rede de Voluntários de Reiki em Animais, proporcionaram uma nova vida à Esperança. Esta é uma história de sucesso que ainda não acabou. A Esperança vai continuar a crescer em confiança, curiosidade, alegria e à-vontade. Amor, determinação e Reiki são os ingredientes necessários.

Amândio Paulo Pinto

A Esperança antes de começar a receber reiki
Após a terceira sessão
Ao fim de 2 meses a receber reiki presencial e à distância